segunda-feira, 8 de junho de 2009

Duplipensar*

Queria eu duplipensar, esquecer que um dia foi diferente

O mundo anda tão "sentido" e eu vou "certo" na contra-mão.

Queria eu duplipensar, esquecer que um dia foi diferente

Consciências criticas, filosofia, pega-pega contra televisão.

Ainda Bem que somos diferentes

Ainda Bem que somos iguais

Queria eu duplipensar, esquecer que um dia foi diferente
Abolições teatrais, as novelas e os jornais, menos cada vez é mais.

Queria eu duplipensar, esquecer que um dia foi diferente

Inteligência controlada, Subconsciência comprada, a guerra é paz.

Ainda Bem que somos diferentes

Ainda Bem que somos iguais

Quão grande pode ser uma idéia,

Quão grande pode ser um ideal

Se o passado continua "por vir"

E o futuro cada dia mais surreal

Queria eu "não pensar", construir um mundo bem diferente.

Queria eu "não pensar", construir uma vida que se sustente.

Queria eu "não pensar"...

*Duplipensar é a capacidade de armazenar duas crenças contraditórias simultaneamente e aceitar ambas. Conceito criado por George Orwell em sua obra-prima, o livro 1984

6 comentários:

Márcia(clarinha) disse...

vivemos duplipensando sentires, sabores, odores...
vivemos duplipensados nas diferenças gitantes que teimamos em achar igual, todos os sentidos dão mão- dupla-

linda semana
beijos

Sus-pensa disse...

não queira não pensar
não queira pensar
queira não pensar
queira pensar
queira
não queira

* Muito bom seu post, Lucas. Muito mesmo!

Líviarbítrio. disse...

Wow! Disse tudo.
Essas e outras aflições tomam conta dos nossos pensamentos dia após dia.

Conflitamos com nós mesmos o tempo todo. Gostei desse conceito. Comecei a ler este livro e nunca terminei.

Vou recomeçar.

Beijos e obrigada pela visita.

Leslie Holanda disse...

Lucas,
A vida é um duplipensar.
A vida nos permite escolher.
Ser escolhas.
Beijos

clarice ge disse...

Pensar demais atropela mas também desafia nosso entendimento.
Gostei demais deste teu duplipensar.
abraço meu

eu, vanessa. disse...

Eu queria duplipensar.
Quem sabe assim eu seria menos louca, mais normal...

Beeijo
:*