segunda-feira, 22 de junho de 2009

Coisas Velhas - Limpe meus vitrais

"A solidão dói, mas, menos que ter você por perto.

As letras sobem, e meu roteiro continua sem freio.

Sentimentos infalíveis, infindáveis, medo incerto.

Começamos terminando e terminamos sem um meio.

Minha opereta autobiográfica me consome.

E com o fim, irei ainda com sono, frio e fome

Beba meus vitais, minhas poesias, meus enredos.

Limpe meus vitrais, e te mostro meus segredos

Se o eterno fica do outro lado do livro meu

Que a contra-capa traga o titulo e resenha

E que na autoria em parceria tenha o nome seu

Pois os receios, da minha chama foram a lenha.

Termino, acabo-me e sem saber se o final é feliz.

Se me arrependo ou me orgulho do que faço ou do que fiz.

Beba meus vitais, minhas poesias, meus enredos.

Limpe meus vitrais, e te mostro meus segredos"

5 comentários:

Joh disse...

Achei linda a música !! Engraçado e que todos os dias qdo leio suas poesias, é como consumi-las, pegar pra mim, se encaixam em certos pontos da minha vida!Adoreeei!Bjuss

ŁǺи¥ disse...

Lindo... me encontro na parte que diz "A solidão dói, mas, menos que ter você por perto..."

Excelente dia!!

Lucas obrigada pelo carinho de sempre...

Beijos

Wagner Marques disse...

arrepender-se é sempre desistir um pouco de si!

Pequena Poetiza disse...

é música?
pois ficou parecendo
tem musicalidade

pois é me fez pensar em algumas coisas que vive e que estou vivendo
e dos arrependimentos não sobram nada
nenhum
não sei se é orgulho
mas de certo não mudaria os passos que dei
pois me fizeram o que sou hj
enfim
sigamos para novos amores
eu ao menos não esperarei que "ele" limpe meus vitrais
quem sabe outro...

beijos

Ju Fuzetto disse...

adoreii!!!!! você escreve muito bem!!!
obrigada pela visita em meu blog