segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Coisas Velhas - Bem-Vindo

O que fazer quando as descrenças suprem nossas convicções,
Quando o certo não é mais certo, o longe é cada vez mais perto,
O Tempo corrói meu relógio, calendários são renunciados,
Cobertores jogados a deriva, conservadorismos abdicados.
O veículo-vital transita mais veloz e eu, se desço, sou atropelado.
Então, na inércia vou seguindo, e as revoluções se repetindo.
De novo, só o gosto acre de sentir a mancebia se esvaindo.
De novo sigo único, ermo, contudo, aberto, seja bem-vindo
.

11 comentários:

Leslie Holanda disse...

Lucas,
Como és sábio.
Permitir-se, aceitar é a vida.
Beijos

melilly disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
melilly disse...

No momento,comigo,é ao contrário: é o relógio q vem corroindo meu tempo...
Esses ponteiros q não param, sempre tirando de mim o meu tempo de ser eu...

Liciane disse...

Que bonito!!

Obrigada pela visita lá no blog!!
Volte sempre!!

Gostei do seu blog!
Ótima semana pra vc!!

Beijos

Déia disse...

Acho que o que fazer...é dar boas vindas as mudanças, crescer com elas, refletir e construir novos horizontes, novos sonhos frente a nova realidade!
bj

Noemyr disse...

EStava com saudade de suas visitas e dos seus 'bons dias' rsrs ^^
Beeeijos :**

Wanderley Elian Lima disse...

Oi Lucas passei para conhecer seu blog. Gostei muito belos escritos.
Um abraço

Fran disse...

Apenas deixe tudo acontecer.
Tem coisas que só o tempo tem a devida explicação :)

Beeijão!

Mayara R. disse...

Adorei, nossa me fez pensar bastante.
Obrigada pela visita volte sempre.
A partir de hoje, te seguirei.

Soraia Alves disse...

Pouts, gostei muito...
Mudanças, fases, coisas...
Essa vida que não para!


beijo

Luna Sanchez disse...

Não é inércia, é atividade pura!

ℓυηα