sexta-feira, 29 de maio de 2009

Da Poesia

Busque os desencontros,

Nos encontros, a poesia já está esgotada

Uma poesia só sobrevive onde a oportunidade viceja

Onde não há conceitos definidos, paradigmas ou certezas

Fazer Poesia é desencontrar o mundo,

Desfazer preceitos

Encarar, de fato,

que absolutismo só existe em faces de retrato

Em palcos sem artista, sem arte, ou sem ato.

Qualquer certeza mata abruptamente uma nova poesia

Fazer poesia é desmentir o mundo

Nas suas "mundanças ou continuanças"

É raptar um pedaço de mentira e torná-la verdade

Nem que por um pequeno instante

Maltratar tudo que aprendeu na escola

Castigar as teorias e tudo que seja constante

Fazer que a verdade morra, e a mentira sobreviva

Mais que isso...

É encarar que algumas mentiras

São infinitamente mais vivas.

7 comentários:

clarice ge disse...

"de onde vem a calma"... a minha calma vem quando a gula não é maior que a fome, quando aquieto as expectativas...
"da poesia"... poesia aflora, as vezes filosofa, as vezes acorda os esconderijos da mente, as vezes se guarda na alma, ela vem de dentro mas também nasce de fora, poesia tem vida própria...
"da mentira"... M.Quintana disse que "a mentira é uma verdade que esqueceu de acontecer"... Cazuza disse "suas idéias não correspondem aos fatos"... eu diria que mentira é uma questão de ponto de vista...
Lucas, meus olhos passearam por tuas palavras e gostaram.
carinho meu

Paloma Flores disse...

Que lindo! Realmente faz a gente pensar no que é poesia e o que não é.
Obrigada pela visita! =)

Larissa Cruz disse...

Fazer poesia é ir além das palavras.
Obrigada pela visita, e volte sempre!

Adorei seu cantinho.
BOm Find!

Lucy disse...

Que lindas palavras ....adorei!

A poesia éh divina...


Obrigada pela visita...só me espantei com o fato de vc não conhecer Caio Fernando Abreu rs!

Um bom FDS pra vc!
BeijOO...NO CORAÇÃO!

Marie disse...

Fazer poesia e viver...sonhar....respirar...
fim de seman lindo pra ti...

Raio disse...

E encarar que algumas mentiras são muito mais vivas...

Como isso é verdadeiramente maravilhoso e maldito... As vezes me pego tão presa às minhas mentiras que até me esqueço de que são falsas... Falsas e infinitamente belas.
E mais belo ainda é o jeito como escreve...

Bjus! òtima semana!

Pequena Poetiza disse...

pois é na poesia que a gente inventa a gente aprende a inventar nossos mundos
sem certo e errado
algo só nosso e é bom ver que fomos nós quem criamos sem a pretenção de tirar um 10

e nas mentiras acabamos por encontrar talvez muitas verdade e nos perdemos no que é e não é
já naum se pode mais dizer
o legal é isso
é questionar
eui questiono o tempo todo

beijos