quinta-feira, 15 de julho de 2010

Um mar de Complexidade

Nunca sei de nada, é incrível este poder que tenho de nas coisas mais simples enxergar um romance em mandarim

Transformo frases em sopa de letras, letras em código Morse.

Talvez por isso a necessidade de escrever,

Tentar entender ao menos partes claras, no mar de complexidade chamado "Eu".

ou ao menos tentar observar de fora da janela, se tem alguma parte que faz sentido,

que faz sentir, ou que faça... e só.

Conseguir o que se quer na vida,

É muito menos complexo que saber o que se quer.

14 comentários:

Gabriela Petrucci disse...

A gente escreve pra se entender.
É uma auto análise muito eficaz.

Bons dias.

naty c.m disse...

Acho que para nós, que usamos a escrita como meio de expressão interior, ela funciona muito mais do que um instrumento comunicativo, uma maneira de expor ideias, conceitos e valores...É a forma que encontramos de nos conhecer, de buscarmos dentro de nós mesmos as explicações para o nosso caos particular.

Simplesmente adorei o texto! :*

Priscila Rôde disse...

Não sei. Não escrevo pra me entender. Quando eu me encontrar em tudo o que escrevo, será o fim.


Muito complexo!

Paulinha disse...

é, eu tb dificilmente consigo saber oq quero =/

Pequena Poetiza disse...

tb faço isso
mas não me liberto da sensação que estou longe de entender e simplificar as coisas com as coisas que escrevo.
tb escrevo em mandarin ás vezes... ou outra língua qualquer.

beijos

Juliana Marques. disse...

'Conseguir o que se quer na vida,

É muito menos complexo que saber o que se quer.
'

disse tudo! :*

Sarah Elisa disse...

Poderia citar tantas outras frases de Clarice Lispector, mas essa é especial: "Escrever é procurar entender, é procurar reproduzir o irreproduzível, é sentir até o último fim o sentimento que permaneceria apenas vago e sufocador"

um grande beijo!!

Hosana Lemos disse...

"Tentar entender ao menos partes claras, no mar de complexidade chamado "Eu"."

e tentar, e tentar...mesmo que não cheguemos a nenhuma conclusão!
:


um beijo

***MissUniversoPróprio*** disse...

"Conseguir o que se quer na vida, É muito menos complexo que saber o que se quer."

Verdade velada...

=**

Camila Fraga disse...

Se te lembrei Neruda, creio que estou feita! hahaha obrigada pelo comentário

Ana Larissa disse...

Acho que as pessoas escrevem talvez não para se entender, mas para se conhecer. É assim que a gente descobre quem é de verdade o estranho no espelho.

Lindo texto! =)

Ind Caroline x) disse...

Oooi.. sabe que eu tava mechendo no meu blog e achei um comentário seu em um post beem antigo, e aii resolvi vir e ver.. hehe
muito bom seu post hein!
eu me sinto assim sempre! eu até li um texto com esse nível de complexidade ontem.. hehe
escrever tem essa meta.. pelo menos tentar! rs
beijão

Wevertton disse...

Ola Lucas, achei seu blog gostei e estou seguindo, depois se puder... segue o meu blog tambem?!
Abraços

Nádia disse...

Somos tão complexos quanto simples