segunda-feira, 28 de junho de 2010

Verbo em movimento (Ou... "to voltando")

Só peço que a fome que me angustia não me deixe

Ao menos enquanto os alimentos não me forem suficientes

Enquanto a saciedade para a tal só se der pelas utopias

Enquanto essa comida sem graça, tempero e sem sal

Continuar sendo distribuída como que em substituição...

as fomes geralmente são os meus combustíveis...

complexo, né? ausência ser a impulsionadora

Mas digo e repito

(viver* = antônimo de tudo que nos faz parar.)

Viver* é um verbo em movimento.

16 comentários:

Gabriela Petrucci disse...

Viver deve acontecer com os olhos do presente e a imaginação do futuro.
Mesmo que difícil e às vezes revoltante, a esperança de uma mudança é o que move o nosso viver.

Beijo, Lucas, que bom que apareceu! ;)

Noe* disse...

Ultimamente as pessoas tem reclamado demais pq posto Caio F, acho paia hehe

Bem vindo de volta!

Flávia Diniz. disse...

sumiuuuuuuuuuuuu =*

Michelle Crístal disse...

Voltando... Indo desde que esteja em movimento,,,olha hoje precisava de um lugar que me levasse a calmaria e olha de tanto orar, apareceu este lugar... Seja bem vindo Lucas, e sempre vou voltar e para provar isso estou te seguindo!
Boa semana! e via Lux para ti!

Como diz uma música aqui é um bom lugar para ler um livro em dias tempestivos!

Luana disse...

Gotei muito.

Um beijo

Luana

Priscila Rôde disse...

Lucas do Céu, tá vivo? Que ótimo! rs
Nossa, você sumiu mesmo!
Bom que voltou.
E agora, FIQUE.
Movimente - nos com as suas linhas.

Um beijo.

Pequena Poetiza disse...

toda a certeza e plenamente de acordo a respeito do verbo viver.
que bom que voltastes moço.
que tu vivas teu blog então e o bote em movimento

beijos

Bahh Grou. disse...

Gostei muito do teu texto! Me levou a pensar um pouco. Pensei que essa angústia eterna de estar sempre buscando alguma coisa é justamente o que leva a gente a viver. E vamos colocando essa vida/verbo em movimento.
Beijo!

Nívea disse...

viver é movimento... exige equilíbrio e fé.
Desconfio do que é parado no tempo. Descofio? Não não... não acredito!

Daiane disse...

Ameei, adoro como usa as palavras em seus textos ^^

é muito bom vir aqui :D

vlw pela visita no meu blog beeijoks

Daiane disse...

"ausência ser a impulsionadora"

Muita criatividade, que bom que voltou ;)

Para mim a ausência significa não ter respostas, isso me impulsiona. As dúvidas abrem meus olhos.

beijoks

Grafite disse...

viver é um verbo em movimento...
Adoreeeei o post!

beiijo,
*.*

Erica Ferro disse...

A utopia é algo vistoso, mas não dá para nos saciar por muito tempo com ela.

Bom que estás de volta. Por que sumiu?

Um abraço.

Bia Monteiro disse...

Oiiii Lucas...
Sumido pra vc é apelido...hehe
Mas tô feliz de vc estar voltando...
Bjooss...
Apareça sempre q der...
=)

Roberta Blá disse...

O meu coração entrou em um
movimento diferente com esse poema.
Então,posso dizer que ele viveu ao ler seu texto.Adorei o blog!
Beeijos

Rívia Petermann disse...

Ooi
Obrigada pela visita ao blog...

Post incrível!Me lembra uma frasede Clarice Lispector"Por que vivo?A fome me justifica"

De modo verborrágico,viver é mesmo movimento,com ou sem utopia,embora sempre fome sede e meias saciedades...

Beijos!